Strategic Cost Management in a Closed Complementary Pension Entity

Brenda de Borba Trajano, Larissa Marx Welter, Ângela Rozane Leal de Souza, Paulo Schmidt

Abstract


Given the current speculation that concern the pension reform in Brazil, proposed by the Federal Government, is timely strategic analysis of private pension sector structural closed in the country. Thus, this study aims to identify how its value chain, strategic positioning and the cost drivers (of costs) in a Brazilian Pension Fund, adapting the guidelines originally proposed by Shank and Govindarajan (1993) and Costa (2011). To this end, we conducted a case study with semi-structured interviews, observation and document analysis. The results present the settings, links and existing activities in the value chain, highlighting the strategic suppliers, since actuarial consultancy, investment and legal; the internal activities of the entity, that start in attracting participants contributions collection, application and granting of benefits; and participants who receive the benefits of retirement, sickness, pension and annuity. External factors are also shown, in addition to the strategic position of the entity. The analysis of the determinants of costs demonstrates the importance of the commitment, experience, quality, technology, model management, scope, scale, and institutional factors in the costs of the organization.

Keywords


Pension Fund. Value Chain. Strategic Positioning. Cost Drivers.

References


Amara, N., Halilem, N. & Traoré, N. (2016). Adding value to companies' value chain: role of business. Journalof Business Research, 69,1661-1668.

Associação Brasileira Das Entidades Fechadas De Previdência Complementar (ABRAPP). (2017). Consolidado Estatístico de março 201. Recuperado em 30 abril, 2017, de http://www.abrapp.org.br/Paginas/consolidadoestatistico.aspx

Brasil. Ministério da Previdência Social. Previdência Complementar: cartilha do participante. 2008. Recuperado em 20 abril, 2017, de http://www.previdencia.gov.br/arquivos/office/3_090119-102133-452.pdf

Brasil. Presidência da República. Lei Complementar nº 109, de 29 de maio de 2001. Dispõe sobre o Regime de Previdência Complementar e dá outras providências. 2001. Recuperado em 18 abril, 2017, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LCP/Lcp109.htm

Caetano, M. A. (2014). Economias de escala e escopo na previdência complementar fechada brasileira. Textos para discussão – IPEA,Rio de Janeiro, 1954, 1-62.

Carneiro, D. M., Duarte, S. L. and Costa, S. A. (2015). Determinantes dos custos da produção de soja no Brasil. In: Congresso Brasileiro De Custos, 22., 2015, Anais… Foz do Iguaçu: Associação Brasileira de Custos.

Catanio, A. R., Santos, E. F. and Abbas, K. (2015). Ensaio teórico sobre cost drivers: determinantes de custos e direcionadores de custos. In: Congresso Brasileiro De Custos, 22., 2015, Anais…Foz do Iguaçu: Associação Brasileira de Custos.

Cavalcanti, M. A. N., Ferreira, H. M. C. and Araujo; A.(2013) O. Análise do posicionamento estratégico para implementação da gestão estratégica de custos: um estudo de caso em uma empresa do setor de beneficiamento de aço inoxidável. Revista Ambiente Contábil,Natal,5 (1), 75-92.

Ceptureanu,E. G. (2016).Competitive Intensity and Its Implication on Strategic Position of Companies. Journal Of Applied Quantitative Methods, 11 (1).

Costa, S. A. Análise de custos concorrentes: um estudo dos determinantes de custos no setor de eletroeletrônicos. (2011). 205 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) – Faculdade de Economia, Administração e Contábeis, Universidade de São Paulo, São Paulo.

Costa, S. A., Carneiro, D. M. (2014). Determinantes de Custos: uma proposta de taxonomia e agrupamento. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, 21., 2014.Anais…Natal: Associação Brasileira de Custos.

El-Sayed, A. F. M., Dickson, M. W. and El-Naggar, G. O. (2015). Value chain analysis of the aquaculture feed sector in Egypt.Aquaculture, 437, 92-101.

Fullerton, R. R., Kennedy, F. A. and Widener, S. K. (2014). Lean manufacturing and firm performance: The incremental contribution of lean management accounting practices. JournalofOperations Management, 32, 414-428.

Guerra, J. H. L. (2010) Proposta de um protocolo para o estudo de caso em pesquisas qualitativas. In: Encontro Nacional De Engenharia De Produção, 30, 2010, São Carlos. Anais...Rio de Janeiro:ABEPRO.

Gil, A. C. (2008) Como elaborar projetos de pesquisa. (4n ed). São Paulo: Atlas.

Hald, K. S. & Thrane, S. (2016) Management Accounting and Supply Chain Strategy. In: 1st InternationalCompetitiveness Management Conference.

Krielow, A. and Santos, M. R. A Definição do Posicionamento Estratégico sob a perspectiva das competências organizacionais para obtenção de vantagem competitiva. In: Encontro Da Associação Nacional De Pós-Graduação Em Administração - Enanpad, 38., 2014, Anais… Rio de Janeiro: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, 2014.

Malmia, T. (2016) Managerialist studies in management accounting: 1990–2014. Management AccountingResearch, 31, 31-44.

Martins, G. A. and Theóphilo, C. R. (2009). Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. (2nd ed). São Paulo: Atlas.

Mol, A. P. J. (2015). Transparency and value chain sustainability. Journal of Cleaner Production, 107, 154-161.

Piran, F. A. S., Nunes, A. A. B., Souza, M. A. and Nunes, F. L. (2016).Posicionamento estratégico, estratégias de manufatura e gestão de custos: estudo de caso em uma empresa do segmento metal mecânico.Revista Contemporânea de Contabilidade, Florianópolis, 28, 81-98.

Porter, M. E. (1993). A vantagem competitiva das nações.Rio de Janeiro: Campus.

Porter, M. E. (1989). Vantagem competitiva: criando e sustentando um desempenho superior. (33nd ed). Rio de Janeiro: Campus.

Raupp, S. W., Borgert, A., Nunes, P. and Ferrari, M. J. (2012)O processo de implementação da Gestão Estratégica de Custos em uma empresa estatal de energia elétrica. Revista Eletrônica Estratégia e Negócios, Florianópolis, 5 (1), 137-166.

Rocha, W. & Borinelli, M. L. (2007) Análise estratégica de cadeia de valor: um estudo exploratório do segmento indústria-varejo. Revista Contemporânea de Contabilidade,Florianópolis, 7 (1),145-165.

Silva, J. C. P. A. (2003). Previdência Complementar Privada e Fechada (Fundos de Pensão). Revista da EMERJ, Rio de Janeiro, 21 (6), 121-133.

Silva, J. F., Filho, W. P. F., Carneiro, J. M. T and Ferreira, J. B. (2013). Strategic positioning and strategic stability: does it matter to performance?.Revista Ibero-Americana de Estratégia, São Paulo, 12 (4), 09-39.

Shank, J. K. and Govindarajan, V. (1997). A revolução dos custos. (2nd ed). Rio de Janeiro: Campus.

Souza, A. A., Guerra, M., Lara, C. O., Avelar, E. A. and Amorim, T. L. M. (2009) Gestão Estratégica de Custos em organizações hospitalares. In: Encontro Nacional De Engenharia De Produção, 29., 2009, Anais… Salvador: Associação Brasileira de Engenharia de Produção.

Souza, M.A.; Silva, E. J.; Pilz, N. (2010)Práticas de Gestão Estratégica de Custos: um estudo em uma empresa multinacional brasileira. Revista de Contabilidade e Organizações, São Paulo, 9 (4), 145-167.

Superintendência Nacional De Previdência Complementar(PREVIC). (2017) Estatística Trimestral – Março 2017. Recuperado em 30 abril, 2017, de http://www.previc.gov.br/central-de-conteudos/informe-estatistico/informes-de-2017

Superintendência Nacional De Previdência Complementar (PREVIC). (2016).Portaria n° 465, de 29 de setembro de 2016. Dispõe sobre a classificação das entidades fechadas de previdência complementar (EFPC) em perfis, para fins de supervisão no âmbito da PREVIC, a partir do exercício de 2017. Recuperado em 24 abril, 2017, de http://www.previc.gov.br/a-previdencia-complementar-fechada/legislacao-especifica-1/portarias/2016/

Terpstra, M. and Verbeeten, F. H. M. (2014). Costumer satisfaction: Cost driver or value driver? Empirical evidence from the financial services industry. European Management Journal, 32, 499-508.

Vesco, D. G. D., Tarifa, M. F., Pacheco, V. and Dall’Asta, D. (2014) Cadeia de valores na gestão de custos: uma análise estratégica em cooperativas agropecuárias paranaenses. Revista Ibero-Americana de Estratégia, São Paulo, 13 (2), 83-98.

Yin, R. K. (2015) Estudo de caso: planejamento e métodos. 5. ed. Porto Alegre: Bookman.


Full Text: PDF (Português (Brasil))

Refbacks

  • There are currently no refbacks.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Iberoamerican Journal of Strategic Management  e-ISSN: 2176-0756