Strategic Management in Business Information Technology: A Case Study

Marcos Weber, Amarolinda Zanela Klein

Abstract


The Information Technology (IT) sector is regarded as strategic for national economy. In Brazil, this sector is formed mostly of micro and small businesses. This article aims at understanding how does the strategic management process occurs in a small IT company, according to the schools of strategy and the strategy-as-practice approach. The method applied was a single case study of a small IT company, located in Rio Grande do Sul. The analyzed data revealed that the company adopts an informal strategic management centered on its directors, which may be related to the entrepreneurial school of strategy. However, data also indicate the presence of features of other schools of strategy along the company trajectory. We analyzed the strategy as social practice at the strategic level and also at the tactical level of the organization, through the guidance of managers, their interactions with customers and suppliers, their decision-making processes, among other practices related to everyday life. The results of the article shed light on the process of strategic management in micro and small IT companies, generating insights that can be useful for managers of similar companies.

Keywords


Strategic Management; Strategy Schools; Strategy-as-Practice; Information Technology Sector.

References


Ansoff, H. I.(1965) Corporate strategy: an analytic approach to business policy for growth and expansion. New York: McGraw-Hill.

Avila, C. L.; Silva, a. R. L.; Junior, A. S.; Junquilho, S. G. (2009) A Construção da estratégia na prática social dos membros organizacionais: um estudo de caso em uma empresa do setor de comércio exterior. In: Anais do XXXIII ENANPAD.

Bauer, M. (2010) Análise de Conteúdo Clássica: uma revisão. In: Bauer, M. W.; Gaskel, G. Pesquisa Qualitativa com texto, imagem e som. Petrópolis: Vozes.

Biselli, F.; Tonelli, M. J. (2006) Praticantes e práticas: um estudo empírico sobre a construção de sentidos em estratégia. In: Anais do XXX ENANPAD.

BNDES (2002) Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Porte de Empresa. 2002. Disponível em http://www.bndes.gov.br/clientes/porte/ porte.asp> Acesso em 27 mar. 2009.

Certeau, M. de. (1994) A invenção do cotidiano: artes do fazer. Petrópolis. Rio de Janeiro: Vozes.

Chandler, Alfred D. (1962).Strategy and structure. Chapters in the History of the American Industrial Enterprise. Cambridge, MA: MIT Press.

Collis, J.; Hussey, R. (2006) Pesquisa em administração. Um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. 2. ed. Porto Alegre, Bookman.

IBGE (2009) Instituto Brasileiro de Economia e Estatística. O setor de tecnologia da informação e comunicação no Brasil, 2003-2006. Estudos e pesquisas. Rio de Janeiro: IBGE.

Jarzabkowski, P. (2004) Strategy as practice: recursiveness, adaptation, and practices-in-use. Organization Studies, v. 25, n.4, p. 529-560.

Jarzabkowski, P. (2003). Strategic Practices: An Activity Theory Perspective on Continuity and Change. Journal of Management Studies, v.40, n. 1, p. 23-55.

Jarzabkowski, P. (2005). Strategy as practice: an activity-based approach. London: Sage publications.

Jarzabkowski, P.; Wilson, D.C. (2002) Top teams and strategy in a UK university. Journal of Management Studies, v. 39, n. 3, p. 355-381.

Marra, A. B.; Melo, M. C. O. L. (2005) A prática social de gerentes universitários em uma instituição pública. RAC – Revista de Administração Contemporânea. São Paulo, v. 9, n. 3, p. 9-31.

Mendes, R. H.; Binder, M. P.; Prado, S. T. J. (2006) Planejamento Estratégico: muito criticado e muito usado. Por quais razões? In: Anais do XXX ENANPAD.

Miles, M.; Huberman, A. M. (1994) Qualitative Data Analysis: an expanded sourcebook. 2a. ed. Thousand Oaks: Sage.

Mintzberg, H.; Ahlstrand, b.; Lampel, J. (2000) Safári de estratégia: Um roteiro pela selva do planejamento estratégico. Porto Alegre: Bookman.

Mintzberg, H.; Lampel, J.; Quinn, J.; Ghoshal, S. (2006) O processo da estratégia: Conceitos, contextos e casos selecionados. Porto Alegre: Bookman.

Murta, I. B. D.; Mendonça, M. C. N.; Lima, G. C. O.; Silva, A. R. L. (2007) A construção de estratégias e os espaços simbólicos: um estudo no Shopping popular Oiapoque. In: Anais do XXXI ENANPAD.

Porter, M.E. (2010) Vantagem Competitiva: Criando e sustentando um desempenho superior. (11a. Ed.). Rio de Janeiro: Campus, 499 p.

Roselino, J.E. (2007) Software – Relatório Preliminar Setorial. FINEP – Rede DPP, Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2010.

Santos, S. A. (1985) A criação de empresas de tecnologia avançada: a experiência européia e as perspectivas brasileiras. Revista de Administração. São Paulo, v. 20.

SEBRAE. (2006) Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Critérios de tamanho de empresa. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2010.

SEBRAE. (2006) Fatores condicionantes e taxas de sobrevivência e mortalidade das micro e pequenas empresas no brasil 2003–2005. 2007. Disponível em: . Acesso em: 2 abr. 2010.

Silva, A. R. L. (2007) As práticas sociais e o “fazer estratégia”. Tese (Doutorado em Administração) – Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais.

Stefanuto, G. N. O (2004) O programa Softex e a indústria de software di Brasil. Tese (Doutorado em Política Científica e Tecnológica) – Universidade Estadual de Campinhas, Campinas.

Whittington, R. (2004) Estratégia após o modernismo: recuperando a prática. Revista de administração de empresas, São Paulo, v. 44, n. 4, p. 44-53.

Whittington, R. (2001). Learning to strategise: problems of practice. Skope Research Paper. n. 20, p. 1-25.

Whittington, R. (1996). Strategy as practice. Long Range Planning. v. 29, n. 5, p. 731-735.

Wilson, D. C; Jarzabkowski, P. (2004) Pensando e agindo estrategicamente: novos desafios para a análise estratégica. RAE, v. 44, n. 4, p. 11-20.

Yin, R. K. (2001) Estudo de caso. Porto Alegre: Bookman.


Full Text: PDF (Português (Brasil))

Refbacks

  • There are currently no refbacks.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Iberoamerican Journal of Strategic Management  e-ISSN: 2176-0756