Revista Ibero-Americana de Estratégia - eISSN: 2176-0756

A Revista Ibero-Americana de Estratégia – RIAE é resultado de uma parceria de pesquisadores pertencentes a diversos núcleos e grupos de estudos de estratégia existentes em universidades da América Latina e dos países ibéricos. Essa união surgiu a partir da constatação dos avanços e da maturidade acadêmica nesse campo de investigação e da presença de poucos periódicos especializados e qualificados cientificamente nessa área, o que tem dificultado a divulgação de importantes resultados já alcançados.

Esse projeto editorial adquire a confiança da comunidade acadêmica internacional por meio do prestígio e idoneidade de seu Conselho e Equipe Editorial. Há o efetivo envolvimento da comunidade científica tanto na apresentação de artigos como na elaboração de pareceres. As melhores práticas editoriais são adotadas, seguindo todas as recomendações e normas do QUALIS/CAPES e da plataforma digital – Serviço de Eletrônico de Editoração de Revistas - SEER, que opera todo o sistema. A busca incessante da alta qualidade da publicação é outra característica que facilita a sua indexação nacional e internacional.

A RIAE sucede a antiga Revista Gerenciais, com um histórico de publicações iniciado em 2002, sem interrupções, cuja experiência pretérita foi absorvida, incorporando inclusive o padrão gráfico e as práticas editoriais, o que encurta a curva de aprendizado editorial. Esta sucessão é promovida pelo Grupo de Estudos em Planejamento Estratégico e Empreendedorismo do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade de São Paulo - USP e do Grupo de Pesquisa em Estratégia e Organização do Programa de Mestrado e Doutorado em Administração da Universidade Nove de Julho – PMDA/UNINOVE e estudiosos da área de estratégia de outros grupos de pesquisas de Universidades do Brasil, Portugal, México, Argentina, Chile, Colômbia e Espanha, ampliando-se assim o escopo estrutural de governança desta revista.


v. 12, n. 4 (2013): outubro/dezembro

Editorial RIAE Vol.12, N.4 – 2013

Concluímos o ano de 2013 com o lançamento da quarta edição da Revista Ibero-Americana de Estratégia. Foram cerca de quarenta artigos publicados ao longo do ano apesar da progressivamente maior exigência dos revisores e da consequente maior qualidade dos trabalhos recebidos. Neste último número mantemos a meta de dez artigos na área da estratégia, vincando a missão e orientação da RIAE.

O primeiro artigo, por Jorge Ferreira da Silva, Walter Pereira Formosinho, Jorge Manuel Teixeira Carneiro e Jorge Brantes Ferreira trata como o posicionamento e fit estratégico influenciam o desempenho. Numa análise de companhias multinacionais petrolíferas distinguem, com a metodologia de clusters, dez tipos estratégicos que agrupam as cinquenta empresas examinadas. Os resultados merecem uma análise atenta ao evidenciar idiossincrasias relevantes e alguns efeitos longitudinais, mas deixam saliente que a estabilidade no posicionamento estratégico é passível de conduzir a melhores resultados.

O segundo texto, da autoria de André Alarcon de Almeida Prado, Eder Moreno Ferragi, João Maurício Gama Boaventura e Renato Telles debruça-se sobre clusters de negócios utilizando uma abordagem de system dynamics. O estudo, que visa compreender melhor a competitividade de clusters, ou arranjos produtivos locais (APL), entendidos como sistemas complexos, segundo a abordagem de system dynamics, permite entender melhor os fatores que afetam os clusters e suas competividade.

No terceiro artigo, Maitê Alves Bezerra, Sidney Costa, Felipe Mendes Borini e Moacir de Miranda Oliveira Junior, estudam a transferência reversa de conhecimento entre subsidiárias de países emergentes e subsidiárias de países desenvolvidos. O foco do trabalho esteve em entender o impacto da rede interna e externa das subsidiárias como potencial facilitador dessas transferências. A componente empírica, foi assente em dados coletados por questionário, numa amostra de 250 subsidiárias estrangeiras e nacionais.

O quarto texto, da autoria de Nildes Pitombo Leite, Fabio Pitombo Leite e Lindolfo Galvão Albuquerque, examina-se a gestão de pessoas e as estratégias a adoptar para reter e atrair os melhores talentos. Certamente uma problemática contemporânea. O estudo, assente em abordagem qualitativa, recorreu ao caso da Petrobras. Este caso permitiu diferenciar a localização – remota e não remota - dos participantes e contribui para melhor entendemos como gerenciar, atrair, desenvolver e reter as pessoas em unidades remotas das principais sedes da organização.

O quinto artigo, por Cláudio Luiz Melo da Luz, Gustavo Gobbo e Rosália Aldraci Barbosa Lavarda, analisa a participação do gerente de nível intermediário no processo de implementação da estratégia, numa aplicação da tipologia de Floyd e Wooldridge (1992). Um estudo de caso único no Instituto Federal Catarinense Câmpus Sombrio, sustentado em dados coletados por entrevista, observação direta e documental, permitiu identificar os quatro papeis: sintetizador de informações, defensor de alternativas, facilitador e implementador da estratégia deliberada pela alta gestão, concluindo-se, assim, que todos emergem.

O artigo seguinte examina o impacto da crise de 2008 em companhias de alimentos, integrando a gestão estratégica, governança e gestão de riscos. Neste trabalho, Antonio Francisco de Almeida da Silva Junior, Raquel Ângelo Araújo e Sandro Cabral, notam as falhas que matizaram o setor e que o expos a elevadas perdas durante a crise de 2008. No entanto, avançam para mostrar que é possível as empresas seguirem rumos distintos e comparam os casos de duas empresas mostram as diferentes trajetórias seguidas. Assim, entendemos melhor a importância da inclusão da gestão de riscos nas práticas de governança corporativa. Este trabalho também nos ajuda a entender como as falhas de gestão podem comprometer o sucesso das empresas.

O sétimo artigo, de Tayso Silva, Maurício Fernandes Pereira, Alexandre Marino Costa e Cristina Hinterlang, faz uma análise do campo do empreendedorismo e de como as metodologias quantitativas têm vindo a ser usadas na pesquisa sobre as características dos empreendedores. Numa amostra assente nos artigos apresentados ao longo de dez anos nos encontros da Anpad (EnANPAD), entre 2003 e 2012, analisam uma amostra de 28 artigos. O leitor pode encontrar uma descrição e análise dos métodos usados e delinear a aplicação de metodologias alternativas.

Leonardo Silveira Conke é o autor do oitavo artigo, que versa sobre o pensamento estratégico no século XX e suas explicações históricas. Um estudo conceitual sobre a história da estratégia põe luz sobre como o contexto histórico influencia as escolhas estratégicas das empresas. Examinando as evoluções no contexto econômico, cultural, político, tecnológico, etc., argumenta que estas subsidiaram o surgimento e emergência de teorias e ferramentas e do próprio pensamento estratégico a partir do século XX. Na análise distingue quatro períodos e como futura pesquisa aponta para a possível emergência de duas possíveis tendências estratégicas para os próximos anos.

O nono artigo, da autoria de André Luiz Ramos, Otávio Bandeira De Lamônica Freire e Marcelo Moll Brandão, examina o valor da empresa e métricas de marketing. No estudo contrastam as usuais perspectivas usadas para estimar o valor dos ativos da empresa sugerindo a necessidade de incorporar o valor das estratégias e métricas de marketing nas avaliações. Assim, avançam propondo um framework embasado na estratégia de marketing que inclui risco e retorno e que demonstra a relevância de analisar o impacto das estratégias de marketing no valor da firma.

A ligação entre a economia solidária e a estratégia é o tema do último artigo por Luís Miguel Luzio dos Santos, Saulo Fabiano Amâncio Vieira e Benilson Borinelli. Este tema é bastante atual no debate sobre a sustentabilidade das práticas corporativas e a eventual necessidade de se repensar o atual modelo econômico-produtivo. Versando sobre a Economia Solidária como alternativa que privilegia a inclusão socioeconômica, autogestão, equidade e solidariedade, os autores procuram identificar e analisar as estratégias seguidas por três organizações de economia solidária bem sucedidas. Num estudo qualitativo assente em dados coletados por entrevistas e em fontes documentais, procuram entender as suas estratégias. Observando a fraca adequação dos usuais modelos estratégicos para estudar os empreendimentos solidários, discutem como combinar a lógica tradicional de maximização do lucro com a maximização da inclusão social e a sociabilidade alternativa, elementos fundamentais da Economia Solidária.

Este leque de artigos demonstra a amplitude e penetração da estratégia para entender diversos objetos organizacionais. Agradecemos aos autores a confiança depositada e aos revisores que colaboraram nesta edição deixamos o nosso profundo agradecimento.

Desejamos a todos uma ótima leitura capaz de despertar ainda novas ideias e horizontes para pesquisas futuras.

Benny Kramer Costa – Editor
Manuel Aníbal Silva Portugal Vasconcelos Ferreira Editor Adjunto

Sumário

Comentário Editorial PDF
Manuel Aníbal Silva Portugal Vasconcelos Ferreira 01-08

Artigos

Strategic Positioning and Strategic Stability: Does It Matter to Performance? PDF
Jorge Ferreira da Silva, Walter Pereira Formosinho, Jorge Manoel Teixeira Carneiro, Jorge Brantes Ferreira 09-39
Contribuição da Abordagem System Dynamics na Compreensão da Competitividade de Clusters de Negócios PDF
André Alarcon de Almeida Prado, Eder Moreno Ferragi, João Maurício Gama Boaventura, Renato Telles 40-66
Reverse Knowledge Transfer: A Comparison Between Subsidiaries of Emerging Markets and Subsidiaries of Developed Markets PDF
Maitê Alves Bezerra, Sidney Costa, Felipe Mendes Borini, Moacir De Miranda Oliveira Junior 67-90
A Gestão de Pessoas e as Estratégias de Atração, Desenvolvimento e Retenção de Profissionais: O Caso Petrobras PDF
Nildes Pitombo Leite, Fabio Pitombo Leite, Lindolfo Galvão Albuquerque 91-122
A Participação do Gerente de Nível Intermediário no Processo de Implementação da Estratégia Considerando os Estudos de Floyd e Wooldridge (1992) PDF
Cláudio Luiz Melo da Luz, Gustavo Gobbo, Rosália Aldraci Barbosa Lavarda 123-149
Integração da Gestão Estratégica, Governança e Gestão de Riscos: Impacto da Crise de 2008 em duas Companhias de Alimentos PDF
Antonio Francisco de Almeida da Silva Junior, Raquel Ângelo Araújo, Sandro Cabral 150-180
Metodologia em Voga no Campo de Empreendedorismo: Emprego de Métodos Quantitativos para o Estudo das Características Inerentes aos Empreendedores PDF
Tayso Silva, Maurício Fernandes Pereira, Alexandre Marino Costa, Cristina Hinterlang 181-209
O Pensamento Estratégico no Século XX: Explicações Históricas PDF
Leonardo Silveira Conke 210-234
Valor da Empresa e Métricas de Marketing PDF
André Luiz Ramos, Otávio Bandeira De Lamônica Freire, Marcelo Moll Brandão 235-260
Economia Solidária e Estratégia: Entre Princípios e Pragmatismo PDF
Luís Miguel Luzio dos Santos, Saulo Fabiano Amâncio Vieira, Benilson Borinelli 261-278


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Revista Ibero-Americana de Estratégia e-ISSN: 2176-0756